tvmais

em parceria com a Activa

Perfil

Casos de polícia

YouTube retira apoios e privilégios a Logan Paul pelo vídeo em floresta suicida

A plataforma de vídeos reage assim à polémica envolvendo o jovem norte-americano, que filmou um cadáver numa floresta japonesa.

TVMAIS

Após uma semana de intensa polémica, o YouTube apresentou as medidas que vai tomar em relação ao vídeo publicado por Logan Paul. Tudo por causa do caso do jovem de 22 anos que foi até à floresta japonesa Aokigahara, perto do monte Fuji e conhecida pelo elevado número de suicídios, filmar um cadáver preso a uma árvore, ao mesmo tempo que fazia piadas com os amigos que o acompanhavam.

Partilhado o vídeo, o número de visualizações cresceu imediatamente, ao mesmo ritmo das queixas e indignação, até ter sido retirado com um pedido de desculpas de Paul. No entanto, era já tarde demais: "por causa dos acontecimentos recentes, decidimos retirar Logan Paul do portefólio Google Preferred", que permite uma maior exposição publicitária aos canais, comunicou o YouTube. Além disso, Paul ficará de fora da série "Foursome", da qual era um dos protagonistas, e dois projetos que tinha em andamento serão suspensos.

A rede social já tinha publicado no Twitter uma mensagem em que se lia:

"Como muitos outros, ficámos tristes com o vídeo que foi partilhado. O suicídio não é uma piada, nem deveria ser uma força motriz para conquistar visitas".

O YouTube compromete-se ainda a tomar medidas para evitar que vídeos deste teor voltem a ser publicados na plataforma.