tvmais

em parceria com a Activa

Perfil

Famosos

Os milhares que Bárbara Guimarães perdeu devido ao processo contra Manuel Maria Carrilho

A técnica oficial de contas afirmou que a apresentadora teve uma quebra significativa no que aufere anualmente a partir do momento em que escândalo do divórcio de Carrilho rebentou.

tvmais

Pedro Jorge Melo

Não é à toa que Pedro Reis, o advogado de Bárbara Guimarães no julgamento em que o Manuel Maria Carrilho está sentado no banco dos réus a responder pelos crimes de violência doméstica e difamação, pede que a sua cliente seja indemnizada em 600 mil euros. Aliás, o causídico fez saber na última sessão em tribunal que pretende que seja feita “uma ampliação do pedido de indemnização cível”, uma vez que o valor em causa se reporta somente aos danos e perdas financeiras sofridas até ao final de 2014.

É que, mais de três anos depois de se ter separado do antigo ministro da Cultura, Bárbara Guimarães sofre na pele os efeitos do seu divórcio se ter tornado num escândalo. Os valores que aufere atualmente são bastante diferentes dos de antes de se ter separado do pai dos seus dois filhos, Dinis Maria, de 13 anos, e Carlota, de 6. É que se em 2014, no ano seguinte ao da separação, recebeu – além do seu vencimento enquanto funcionária dos quadros da SIC – 87 mil euros sem IVA, em 2015 o seu lucro foi de sete mil euros sem IVA. Ou seja, num ano deixou de ganhar cerca de 80 mil euros.

Os contratos publicitários que tinha foram diminuindo até se tornarem inexistentes. O que tinha com a marca L’Oréal passou de 54.200 euros em 2013 para 28 mil euros em 2014 e acabou por terminar mesmo no final desse ano. De acordo com Filomena Nunes, a técnica oficial de contas que se responsabiliza pela contabilidade da apresentadora, entre “outubro e dezembro de 2013, Bárbara Guimarães não faturou”. Ora, essas datas referem-se ao período em que Manuel Maria Carrilho deu várias entrevistas aos órgãos de comunicação social a falar de um alegado tipo de comportamento da ex-mulher, classificando-a de “alcoólica”, “má mãe”, entre outras coisas.

O QUE BÁRBARA GUIMARÃES GANHOU

Valores faturados sem IVA e sem o vencimento da SIC (que atualmente é de 6 mil euros):

2010: € 298.000
2011: € 204.500
2012: € 168.333
2013: € 80.100
2014: €87.514
2015: € 7.000
2016: € 24.030

Valores recebidos anualmente da marca L’Oréal

2010: €100.000
2011: € 100.000
2012: € 103.333
2013: € 54.200
2014: € 28.000
a partir de 2015: € 0